10 dicas sobre o inglês antes de se tornar expatriada

Chegou a notícia: a mudança para o exterior vai realmente acontecer. Pânico total! Não bastassem as mil questões de caráter emocional que nos vêm à cabeça, ainda é preciso pensar nas demandas estritamente práticas. E é aí que, entre outras providências, o inglês se encaixa. Afinal, uma boa comunicação facilita qualquer adaptação à rotina e à cultura do novo país.

Mas, por onde começar? Quais são as medidas necessárias a serem tomadas antes de embarcar e sair vivendo fora do Brasil? Há alguma coisa que você precise saber sobre o inglês antes mesmo de se tornar uma expatriada?

Sim, há! E se você não quiser se comunicar apenas através de mímicas ou linguagem de sinais, é bom ir se preparando para fazer da Língua Inglesa a sua maior aliada, independente do país para o qual esteja se mudando.

A seguir, leia as dicas que preparamos. Com certeza elas facilitarão muito a sua caminhada.

Dica #1 – Inglês é SIM a língua mais importante

Até existem algumas palavras que são as mesmas em qualquer país, como HOSPITAL e TAXI por exemplo, mas vamos combinar que não são suficientes. Francês, alemão, mandarim, certamente é possível aprender mais de uma língua sem problema (quanto mais, melhor). Sem inglês, entretanto, nada feito! Não é à toa que é chamado de “língua universal”, pois, em qualquer lugar do mundo, será sempre o idioma mais falado e, portanto, a principal ferramenta para a sua interação.

Dica #2 – Comece AGORA a imersão na língua

Soube da viagem ou da mudança? Então não perca mais tempo. Acima de tudo, transforme seu dia-a-dia num verdadeiro mergulho no idioma. Assista a vídeos, programas de TV, ouça músicas, leia livros e revistas, converse com amigos, entre em bate-papos. TUDO EM INGLÊS. Em outras palavras, acostume-se a ele!

Dica #3 – Matricule-se num curso online em inglês antes de se tornar expatriada

Claro que dá para começar num curso presencial, ou contratar uma professora particular, mas os cursos online serão a garantia de que você poderá continuar seu projeto de vida no exterior. Acredite: inglês é fácil de aprender, mas leva tempo até a fluência. Consequentemente, o inglês precisa estar presente, desde antes de se tornar uma expatriada, até o resto de seus dias.

Dica #4 – Baixe um aplicativo

Ou vários. Você vai perceber que este instrumento vai ajudar muito nas situações cotidianas. Eles servem para quase tudo: desde conversão de moeda estrangeira até medidas de roupas. Em resumo, basta que você se prepare com alguma antecedência e, pronto, menos chance de erro na hora H. Uma mão na roda!

Dica #5 – Leve um dicionário e uma gramática de seu país de origem

Se você deseja estar ainda mais preparado, tenha outros recursos à mão, como, por exemplo, o bom e velho papel mesmo.

E porque é imprescindível a aquisição desses materiais em sua língua nativa, no caso o português? Elementar: imagina procurar um exemplar de um livro em PORTUGUÊS/INGLÊS em Dubai, na Finlândia, na Coreia? Muito menos provável de encontrar, concorda? Não esqueça: planejamento é a chave para o inglês antes mesmo de se tornar expatriada.

Dica #6 – Faça listas de vocabulário úteis para situações cotidianas e/ou de emergências

Crie uma espécie de “journal” (jornal ou diário pessoal) das palavras e frases mais comuns aos interesses e estilo de vida – seus e/ou de sua família. Foque na alimentação, faixa etária, hobbiesexpertise profissional, trajetos. Explico: você não vai precisar SABER TUDO a RESPEITO DE TUDO. Atenha-se, em primeiro lugar, a suas preferências e necessidades. Haverá tempo para diversificar seu vocabulário posteriormente!

Dica #7 – Cadastre-se em grupos de conversa, fóruns na net

Procure pessoas que estejam passando pela mesma situação. Faça amizades, tire dúvidas e busque auxílio de quem já tenha vivido – ou ainda esteja vivendo – esta experiência. Do mesmo modo, esta socialização fará com que você vá aprimorando seu inglês, tanto quanto ajudará a desenvolver sua autoconfiança.

Dica #8 – Pesquise, informe-se e estude inglês antes de partir

Seja curioso e investigativo! Procure saber todo o possível sobre o lugar para onde irá. Não apenas para descobrir os costumes e tradições locais, mas para buscar por apoio e amizades “reais”.

Em praticamente qualquer cidade do mundo há comunidades de brasileiros, o que assegura uma excelente oportunidade de se enturmar! Com os novos colegas você pode até criar “rodas de conversa” em inglês para, através do diálogo, desenvolver fluência.

Dica #9 – Arrisque-se a “pagar mico” em inglês antes e depois de se tornar expatriada

Deixe a vergonha de lado. Pare com a ilusão de que, para se comunicar, é preciso saber tudo. Você vai errar e tropeçar nas palavras, mesmo quando já estiver “craque” no idioma. Enquanto isso, aproveite e dê boas risadas das situações constrangedoras! Antes de se tornar expatriada, já dá para começar a “pagar micos” com o inglês aqui no Brasil mesmo.

Dica #10 – Aproveite a mudança e a oportunidade de crescimento

Disponha-se a ser um “cidadão do mundo”. Vida de expatriada não é fácil, porém, preparar-se para novas possibilidades é extremamente estimulante e libertador. Desapegue de hábitos antigos para construir outros novos. Faça valer à pena! Em suma, a grande sacada, a dica mais TOP de todas: relaxe, curta e se jogue. De quebra, lembre-se, aprender inglês é um baita investimento!

Por Kátia Galvão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s