Guia para evitar gafes em inglês (parte 1)

Se você está indo viajar ou vai morar fora do país, fique esperto! Além de buscar saber de algumas dicas com quem já passou pela experiência, recomendo, por exemplo, que leia nosso guia para evitar gafes em inglês, o que vai ajudar a evitar algumas situações desagradáveis.

Pode até parecer bobagem, mas certas palavras ditas ou escritas de maneira incorreta tendem a provocar um verdadeiro estrago na comunicação. Algumas delas, os famosos “falsos cognatos”, são muito parecidas com outras em português, o que acaba nos levando a acreditar que significam a mesma coisa. Só que não!

Além disso, temos outros exemplos: sons parecidos, plural onde só se admite singular, diferenças na forma culta ou coloquial. O essencial, em qualquer circunstância, é tentar não pensar em português. Não ancore uma língua na outra. Não tente fazer traduções literais. Acima de tudo, busque compreender o sentido geral do que está sendo tratado numa conversação ou num texto.

Confira as armadilhas mais comuns:

# INFORMATION

É usada sempre no singular, mesmo que se queira mais de uma informação. Informationnão existe! Ex: Some information about him.

WANT

Cuidado ao usar o verbo para fazer pedidos num restaurante, por exemplo, pois pode soar grosseiro ou mal-educado. Sugiro, ao invés disso: I´ll have…, I´d like

# ACTUALLY

Não confunda com ATUALMENTE. A palavra significa “de fato”, “na verdade”. Logo, se quiser mesmo usar a expressão ATUALMENTE, use currently, at the moment, right now.

# PARENTS

Tradução: pais (pai e mãe) e não “parentes”. Quando desejar se referir a parentes ou familiares, use RELATIVES.

# PRETEND e INTEND

O primeiro não significa o que parece e o segundo não parece o que significa. Em outras palavras, PRETEND é “fingir” e INTEND, aí sim, é “pretender” ou “ter a intenção de”. Ex: I intend to be a teacher!

# LOST e MISSED

Cuidado para não fazer uso errado desses dois verbos, já que ambos significam, aparentemente, a mesma coisa. Em português, você tanto pode PERDER um ônibus quanto PERDER a chave do carro. Na língua inglesa não funciona assim. Se for para falar de algo que você já possuía, use LOST. Ex: I lost my keys. Caso contrário, use MISSED. Ex: I missed the bus.

# MAKE

Esse verbo possui inúmeras utilidades e é facilmente confundido com DO em seu uso, mas definitivamente ele NÃO serve para expressar a ideia de “fazer anos”, como aqui em nosso país, onde se diz: ela fez 50 anos! Em suma, o correto é “She turned 50”.

# HAVE

Também serve para um monte de ocasiões, MENOS para anunciar quantos anos se tem. Para isso, temos o conhecido “I AM 35 years old”, por exemplo.  Por favor, nunca I HAVE 35 years old.

# TAKE e BRING

Se TAKE significa “trazer” posso usar em qualquer situação? “Nananinanão!” Em outras palavras, se for para indicar o ato de “trazer algo ou alguém”, se usa BRING e não TAKE. Ex: Bring your kids to the party tomorrow.

# TAKE e GET

Enquanto isso, se o assunto for “pegar algo”, geralmente usamos o GET SOMETHING. Ex: I’ll get my book in the handbag.

Resumindo, agora que já deu um nó em sua cabeça, acredite, há muito mais! Não deixe então de acompanhar os próximos capítulos desse guia para evitar gafes em inglês. Essa é somente a parte um!

Kátia Galvão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s