Está tudo bem sentir-se assim

Tem tido vontade de chorar? Eu compreendo. Também ando me debulhando em lágrimas por qualquer coisa. Mas pensa em quantas vezes você consolou o pranto de alguém.

Sente dor no peito, coração acelerado? Percebo. Não está mesmo simples manter o equilíbrio das emoções. Mas lembre quantas vezes você segurou a mão de quem precisava de ajuda e fez-lhe a alma aquietar.

Anda irritado, reativo? Faz sentido. Tudo parece estar por um fio. Mas recorde quantas vezes você evitou que alguém explodisse em raiva, usando palavras de conforto e paz.

Se sente angustiado? Imagino. Uma pressão, uma falta de ar, cabeça aérea talvez. Mas não se esqueça de quantas outras vezes você também se encontrou assim e, mesmo na própria agonia, se prestou ao socorro.

Tem medo? Entendo. Mas em quantas ocasiões você ajudou a espantar as sombras e ofereceu segurança? Reflete.

Não enxerga a luz no fim do túnel? Mas relembre que já foi farol a iluminar outros caminhos e ofereceu apoio até a vitória voltar a ser uma opção.

Em tempos difíceis, diante das maiores provas e expiações, tenta aquietar seu coração valendo-se das vibrações positivas advindas das boas ações que tem praticado ao longo da vida. É hora de buscar aí seu alicerce.

Creia que, dentro de você, existe aquela força inigualável que surge quando é preciso cuidar do próximo e lhe ofertar suporte! Saiba que, para cada vez que prestava auxílio a outro ser, alguém retribuía em bênçãos para sua vida.  Conforta sua alma com tantas graças então.

E, tá certo, acha que não está nada fácil, é isso? Mas ok. Está tudo bem sentir-se assim!

Kátia Galvão

01 de maio de 2020

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s